Receita Federal – Como regularizar um CPF suspenso

Saiba como regularizar seu CPF de maneira simples e gratuita pela internet.

O CPF suspenso pode significar que falta alguma informação no seu cadastro com a Receita Federal ou que algum dado está incorreto.

Nessa situação, você pode ter problemas em uma série de situações, como:

  • Abrir conta corrente ou poupança;
  • Fazer empréstimos;
  • Tirar o passaporte;
  • Participar de concursos públicos;
  • Receber sua aposentadoria;
  • Receber o auxílio emergencial
  • Entre outros.

Para resolver essa questão você necessita regularizar o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF).

Para facilitar, a Receita Federal disponibilizou o serviço online e gratuito. Assim, o cidadão que está com a situação cadastral suspensa, não precisa mais ir a uma unidade dos Correios, da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil e pagar R$ 7 para resolver o problema.

Agora basta acessar o site da Receita Federal – https://www.receita.fazenda.gov.br/, clicar no ícone com a palavra CPF e regularizar o cadastro preenchendo os dados corretamente e aguardar a revogação da suspensão.

Como regularizar CPF?

Se você possui título de eleitor pode regularizar o CPF pela internet na página da Receita Federal. Caso não possua, precisará comparecer a uma agência do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal ou dos Correios.

A solicitação de regularização de CPF pelo site só é permitida para situação cadastral de CPF suspenso. Para saber como está a situação cadastral no CPF, consulte no link https://www.receita.fazenda.gov.br/Aplicacoes/SSL/ATCTA/CPF/ConsultaSituacao/.

Para isso, será preciso informar o número do CPF e a data de nascimento.

Passo a passo para verificar a situação cadastral do CPF

1 – Entre no site da Receita Federal e clique em “CPF”, no quadrado azul localizado na parte superior central do site;

2 – Clique em “Comprovante de Situação Cadastral no CPF”, que fica na aba “Serviços em Destaque”

3 – Preencha o formulário com os dados pedidos: CPF e data de nascimento, marque a caixa “Não sou um robô” e clique em “Consultar.

Se aparecer alguma inconsistência e estiver com o CPF suspenso, veja como atualizar os dados cadastrais online e gratuitamente no próprio site da Receita Federal.

Passo a passo para regularizar o CPF

1 – Entre no site da Receita Federal. Clique em “CPF”, no quadrado azul localizado na parte superior central do site

2 – Selecione “Alterar cadastro CPF”, na parte superior central da página.

3- Clique no link https://www.receita.fazenda.gov.br/Aplicacoes/SSL/ATCTA/cpf/alterar/default.asp, localizado na parte “Onde solicitar a alteração.

Ou entre diretamente no seguinte link: https://servicos.receita.fazenda.gov.br/Servicos/CPF/regularizar/default.asp

Receita Federal – Como regularizar um CPF suspenso
Receita Federal – Como regularizar um CPF suspenso

4- Preencha seus dados pessoais e de endereço no formulário “Alteração de Dados Cadastrais no CPF” e clique em “Enviar

5 – Digite as letras que aparecem na imagem e clique em “OK”… –

6 – Aparecerá uma mensagem confirmando que a solicitação foi enviada.

Para verificar se já foi alterado, veja a situação cadastral no link “Gerar Comprovante de Situação Cadastral”

Caso ainda não tenha sido possível fazer a regularização pelo site, a Receita está disponibilizando o atendimento por e-mail.

Nesse caso, é necessário enviar uma solicitação de serviço para e os seguintes documentos:

  • Documento de identificação

– Para maiores de 16 anos: RG atualizado. Se o seu documento de identidade não for atual, anexar também a Certidão de Casamento ou Nascimento.

– Para menores de 16 anos: RG ou Certidão de Nascimento do menor e RG do responsável (pai, mãe ou tutor ou guardião judicial).

  • Título de eleitor (facultativo);
  • Comprovante de endereço;
  • Protocolo de atendimento fornecido pela entidade conveniada (Banco do Brasil, Correios e Caixa Econômica) ou Protocolo de Atendimento gerado na Internet (para pedidos de Alteração ou Regularização não conclusivos iniciados no site da Receita Federal), se possuir;
  • Selfie do interessado ou responsável segurando o documento de identidade aberto (frente e verso), onde deverá aparecer a fotografia e o número do documento legível.

4.8 de 5
Deixe seu comentário
Não envie dados pessoais como CPF, RG ou renda anual.